em Coleção.Moda

 

Se o objetivo da sua marca é criar uma coleção assertiva, que seja atrativa para o seu público alvo, algumas características principais são esperadas de cada peça, entre as mais buscadas estão: Qualidade, acabamento, preço, esteticidade e ergonomia.  No entanto, existe um caminho a ser percorrido desde a concepção da ideia da peça, até a compra, feita pelo público final, para tornar essa peça real e essa venda possível, existem métodos que garantem que as características principais, mais relevantes para sua empresa estejam presentes.

Como garantir que o custo de minhas peças será compatível coma  expectativa do meu público alvo?

Como descobrir se sua criação original vai se comportar no corpo como você imagina?

Como se certificar que durante o uso a peça será confortável e ergonômica?

Como avaliar se a combinação de cores e estampas ficará esteticamente harmonioso na modelagem escolhida?

 

A resposta é simples: Prototipagem.

A peça piloto é criada com o intuito de validar o seu projeto, avaliar os riscos e potenciais de forma barata, rápida e eficaz, ou seja, se você está tendo prejuízos financeiros por peças pilotos canceladas, está atrasando sua confecção devido aos atrasos nas etapas do protótipo, talvez você precise de um controle de protótipos mais eficaz.

Como o controle de protótipos pode ajudar?

Visualize a coleção como um todo 

Como já falamos por aqui criar um mapa de coleção é crucial para o controle  e criação de uma coleção de moda assertiva.

Ao conseguir visualizar um esboço de cada peça, fica mais fácil organizar a coleção e selecionar apenas as peças com maior potencial, levando em consideração principalmente os atributos estéticos relacionados à harmonia dos elementos que compões a peça, além de auxiliar em decisões que influenciam diretamente a venda do produto para o cliente final, como evitar duas peças muito similares na coleção para que elas não compitam entre si e criar looks com peças complementares visando  possíveis vendas casadas.

Com o mapa de coleção também é possível ter um melhor aproveitamento dos tecidos disponíveis, visualizando o que já foi criado e quais as possibilidades de inseri-lo na coleção com maior clareza e praticidade.

Na plataforma online Coleção.Moda, você tem acesso à um mapa de coleção interativo, em que você controla e filtra suas peças de acordo com suas necessidades.

Faça o calculo de pré custo de produto

Ter consciência da faixa de preço do seu produto e dos concorrentes de sua marca no mercado é o ponto de partida para estabelecer um teto de gastos para a coleção e cada uma das peças que a compõe. Investigar e listar os custos que cada peça criada em sua coleção teria ao ser pilotada, expõe erros de planejamento em que a peça extrapolaria o teto de gastos pré estabelecido, dessa forma, durante o cálculo de pré custos do produto é possível cancelar a peça antes mesmo de ser pilotada, ou substituir/ cancelar atributos que compõe a peça, para que ela se adeque ao preço estipulado ainda na etapa de desenho, economizando tempo e dinheiro.

Como já apresentamos em outro post, o  C.M disponibiliza uma ferramenta de calculo de pré custo de produto baseado no cadastro dos tecidos e aviamento utilizados em suas peças, contém, também, espaço para outros custos provenientes da produção. Além do calculo, é possível gerar uma ficha de custos onde consta todo o relatório de cada gasto das peças de sua coleção.

Controle as etapas de sua peça piloto

Ter um cronograma e um sistema de controle de etapas vai auxiliar diretamente  à evitar os atrasos da coleção, principalmente em coleções muito numerosas, ainda é muito comum  que algumas peças sejam “esquecidas” em algum dos processos de confecção alterando sua data de entrega e consequentemente atrasando a  produção e o lançamento da coleção como um todo.

Para otimização desse controle, listar as etapas percorridas por cada peça é importante, no Coleção.Moda você consegue manter um controle diário das peças atualizando as etapas em que se encontram, o responsável pela peça e a data limite que ela pode se manter nessa etapa do processo. Visualizando as peças que estão atrasadas e sabendo quem são os responsáveis pelos seus atrasos, fica mais fácil, buscar explicações e encontrar soluções para o problema que resultou na alteração da data limite. Além dos atrasos é possível também acompanhar   as peças que devem ficar prontas no dia, na semana ou nas próximas semanas, essas ferramenta possibilitam a programação de visitas aos setores responsáveis e acompanhar de perto os processos que estão mais suscetíveis ao atraso.

A plataforma ainda possibilita visualizar em gráficos as informações referentes as etapas de cada peça para melhor compreensão do andamento geral da coleção e estimativa de entrega.

 

Acompanhe o histórico das peças em andamento

Depois do processo de  prototipagem da peça finalizado, mapear o histórico das etapas que a peça passou, considerando o número de dias que ficou parada em cada setor, pode expor problemas na confecção, e conhecer os  problemas da sua empresa é o primeiro passo para resolve-los.

O C.M lançou a ferramenta “Histórico,  na última semana, e agora é possível manter o histórico do processo de produção de cada peça, auxiliando no seu processo de análise e indicando os gargalos da confecção.

Se você precisa deixar seu controle de prototipagem mais eficaz, agende uma demonstração.

 

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Bitnami