em Coleção.Moda

Quer descobrir como encontrar a inspiração e os caminhos necessários para chegar num nome de coleção criativo, de maneira simplificada? Listamos 5 dicas para criar um nome de coleção sem passar sufoco.

 

O nome de uma coleção de moda ou de um tema tem a função de contar uma história. O nome é o que expressa de maneira escrita o conceito utilizado para criar todo aquele grupo de produtos, ele estar de acordo com o que mostra a coleção é importante para reforçar a qualidade da sua coleção como um todo, e também pra conquistar o público da marca com um nome que chame atenção e grude na memória.

Todo estilista já deve ter passado por um bloqueio criativo na hora de criar o nome da coleção. Você conhece a marca, conhece seu público, sabe tudo sobre as tendencias utilizadas e sobre o tema escolhido. Mesmo assim na hora de rotular sua coleção (ou os seus temas) parece impossível resumir tudo isso em palavras. Essa dificuldade é tão comum no universo dos criadores de moda que  decidimos listar 5 dicar que vão te ajudar a nomear sua coleção sem sufoco.

A pesquisadora de tendências Els Dragt no Livro “How to Research Trends” dá várias dicas de como facilitar o processo de nomear uma tendência. Aqui a gente adequou essas dicas aos nomes de coleções de moda e temas de coleções. Quer saber quais são? Confira abaixo:

1-Tenha referências (descubra suas preferências)

Você já parou para observar o nome das coleções e temas das marcas que você mais gosta?  Que tal visitar seus sites favoritos e analisar? Sugerimos que anote tudo e depois classifique os nomes que você gostou e os que não gostou, o importante aqui é no final se perguntar porque você gostou de uns e não de outros. Assim você vai descobrindo suas preferencias pessoais e entendendo como pode criar bons nomes pra sua coleção.

Fonte: https://www.adidas.com.br/novidades?-_-ds_agid=58700005786297200-_-&-_-ds_kid=43700052823514901-_-&cm_mmc=AdieSEM_Google-_-Trademark-adidas-General-B-Exact-Desktop-_-Trademark-Misspelling-X-General-_-adiddas-_-&cm_mmc2=&cm_mmca1=BR&gclid=CjwKCAjw1ej5BRBhEiwAfHyh1MQiJ3Dh9nC-MSomzcRk5csBMpBtAiWllDhNB_ePqZmgii25bZr6ahoC7gwQAvD_BwE&gclsrc=aw.ds

2- Use as ferramentas certas

Para chegar no nome vale usar de diferentes ferramentas criativas, dentre elas algumas que se destacam são o mapa mental e o brainstorming.

No Mapa mental você  conecta uma palavra na outra, conseguindo aumentar o número de palavras relacionadas a sua coleção e vendo o conceito expresso por extenso, de uma maneira mais clara.

Já o brainstorming, é perfeito pra fazer em equipe, deixem as ideias fluírem sem julgamentos e anotem tudo que aparecer. No final  vai surgir um nome que todos concordam que tem a ver com a coleção, ou pelo menos terão uma base de que rumo tomar nessa decisão.

Outra ferramenta que complementa essas duas técnicas citadas, é o moodboard (Quer saber mais sobre moodboard, já  falamos dele por aqui). As imagens de inspiração da coleção,podem te ajudar a se inspirar para o nome também e relembrar pontos importantes da coleção que você pode estar deixando passar desapercebido.

A dica plus é ter sempre por perto um dicionário de sinônimos. Quando pensar na palavra que expressa tudo que você quer mas que é muito esquisita pra ganhar os holofotes,é a hora perfeita para procurar os sinônimos. Fuja dos clichês, se um clichê parece expressar tudo que sua coleção tem a dizer, você também sempre pode recorrer aos sinônimos. O nosso idioma é riquíssimo, explore-o.

 

3-Técnicas de criatividade

Geralmente o nome de coleções ou temas consiste em no máximo duas palavras. Para te ajudar existem algumas técnicas criativas como a combinação de palavras. Essa técnica figurativa  junta duas palavras em uma só, criando uma palavra que até então não existia. Por exemplo: Indifio (indigo+fio) da Hering ou a Dioriviera (Dior+Riviera) da Dior.

Outra técnica é procurar expressões regionais populares que tenham a ver com o conceito da coleção. Por exemplo a coleção da Farm “É o bicho!” que tem o conceito de maximizar as estampas de animal print. O bom humor é um ótimo aliado nessa hora, invista com bom senso.

Nomes em inglês podem ser ótimas escolhas, pois são compreendidos em todo o mundo, facilitando o marketing em   casos de exportações por exemplo. Garanta que todo seu público vá captar a mensagem da coleção.

Fonte: https://www.dior.com/pt_br/moda-feminina/dioriviera

4-Complemente com um slogan

Escolheu um nome mas acha que ele ainda não conseguiu dizer tudo que precisa? Que tal complementar ele com uma descrição breve?

A Melissa por exemplo na coleção Mashup, complementava com “Diluindo certezas e crenças, Mashup.”

Aqui você consegue expressar de maneira menos resumida o conceito da coleção. Só não esqueça da regra, quanto menos texto mais impacto.

Fonte: https://www.melissa.com.br/colecoes/mashup

5-Peça opinião

Se você acha que escolheu o nome perfeito, é hora de garantir que a sua escolha é a melhor possível.  Consulte  as palavras no dicionário e certifique-se de que o nome está claro e dentro de seu real significado. Apresente sua ideia a equipe que conhece as características da sua coleção e anote os elogios e criticas, eles são relevantes pra você se certificar de que o nome será  marcante.

 

Para mais dicas como essas, inscreva-se em nosso site para receber nosso conteúdo.  Deixe suas sugestões com temas que você deseja ver por aqui em nossas redes sociais.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Bitnami