em Coleção.Moda

O São Paulo Fashion Week apresenta sua 43º edição e traz uma atualização em seu calendário, que a partir de agora será apresentado em março e no final de agosto, visando uma maior aproximação com as datas do varejo. Aderindo ao conceito internacional “see now, buy now” as coleções desfiladas estarão à venda imediatamente após o evento. Nesta edição contou com desfiles de 31 marcas, sendo 6 estreantes. Abaixo algumas das coleções que mais se destacaram.

O street style tomou conta do desfile da PatBo, marca da estilista Patricia Bonaldi que ficou conhecida pela sua marca homônima de vestidos de festa. Com inspiração no hip hop e nas pinturas de Basquiat, um grafiteiro americano, as peças ganham shapes soltos e ricos detalhes feitos à mão, característica indissociável da marca. Moletons, veludo molhado e telas compõem a coleção, as estampas inspiradas em grafites e pinceladas brincam com os apliques e finos bordados que adornam os looks. Nas cores, destaque para os diversos tons de cinza, azuis e vermelhos.

A marca À La Garçonne é assinada pelo renomado Alexandre Herchcovitch, e apresenta para o inverno uma coleção com inspiração no movimento punk, no boxe e em fetiches. Tecidos com transparência e telados foram o grande destaque do desfile, acompanhados por rendas e tecidos metalizados. O corpo humano e cordas inspiraram a criação de estampas localizadas, a cartela de cores muito variada evidenciando o preto, verde militar e vermelho.

A Ellus 2nd Floor apresentou sua coleção inspirada na Mulher Maravilha e trabalhou a temática de forma muito interessante. Fazendo alusões a simbologia do universo da heroína trouxe uma coleção recheada de militarismo pop, recriando a estampa camuflada com figuras de bocas, estrelas e pegasus – o cavalo alado da mitologia grega. A coleção com pegada street exibiu peças com muitos bolsos utilitários e patches diversos, dentre as cores o verde militar e preto predominam, porém vermelho, azul, branco e tons terrosos também estão presentes. Estampas trabalhadas em positivo e negativo incrementam e metalizados surgiram pontualmente em dourado e azul.

O inverno de Giuliana Romanno busca referências no guarda-roupas masculino, sem esquecer da feminilidade e sensibilidade do seu público. O resultado é um desfile repleto de peças de alfaiataria com fendas e fluidez, os tons sóbrios da cartela de cores dividem a cena com estampas geométricas e o brilho dos metalizados e paetês.

Se você gostou, inscreva-se no nosso blog!
Escrito por Ana Cláudia Antunes

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Bitnami